Debate: “As veias abertas da Literatura Negra”, com escritores do Haiti, Angola e Senegal: Dany Laferrière , David Capelenguela, Abdoulaye Fodé Ndione e o escritor brasileiro Wallace Andrade

Dany Laferrière (nascido Windsor Kléber Laferrière, Porto PríncipeHaiti, 13 de abril de 1953) é um jornalista, escritor, e roteirista haitianocanadense que escreve em francês. Recebeu o prêmio Médicis 2009 por seu romance L’Énigme du retour. Foi eleito em 12 de dezembro de 2013 para a Academia Francesa.

Dabid Capelenguela é jornalista, escritor e poeta angolano. Seu último romance, “Ego de fogo”, faz uma exaltação às mulheres de todo o mundo, especialmente as angolanas. Para Capelenguela, “Ego do Fogo’ é uma tentativa de descrever o valor e a dimensão social da mulher, que é uma flor e merece ser bem tratada. Para a escritora Marta Santos, David Capelenguela é um contador e cantador de canções populares. “Como ninguém, Capelenguela canta o ego da mulher com um fogo tão grande que seduz a todos.” David Capelenguela publicou os livros “Gravuras d’Outro Sentido”, “Vozes Ambíguas”, “Tipo-Grafia Lavrada”, “Véu do Vento”, “Acordanua” e “Verso Vegetal”. Licenciado em Direito, pela Universidade Agostinho Neto, em Luanda. Está ligado a Rádio Lunda Sul e colabora com o Jornal de Angola e na Angop.

Abdoulaye Fodé Ndione nasceu no Senegal . Ele é poeta e romancista e conduz suas atividades literárias com a Associação de Escritores do Senegal, Pen-Senegal Center e Network Centres-Pen Africa – PAN.

Ele participa de muitos festivais de poesia e de reuniões literárias e editoriais em todo o mundo. Publicou livros de poesia, incluindo Faubourienne (Néas, Dakar, 2005), Affluence (Néas, Dakar, 2010), Pieces à conviction (Maguilen, 2013) e uma coleção de contos: Lost Paths (Bush Fire, 2011). Por suas obras recebeu o Prêmio AJES de Poesia no Senegal e Prêmio da Fundação Léopold Sédar Senghor .

Com mediação de Guiomar de Grammont

Entrada gratuita. Inscrição pelo site

Site: www.flinksampa.com.br  

Faça aqui o seu Check-in