Passeio Acervos falando afro-brasilidades: O que dizem sobre nós os nossos acervos?

Para problematizar e discutir as representações dxs negrxs na história da arte, o curso propõe cinco encontros que colocam o público em contato direto com alguns marcos fundamentais da história da arte no Brasil e também com as instituições que as abrigam.
A arte nos incentiva e consola, nos surpreende e esclarece; ela também nos choca e contradiz. No Ocidente esse patrimônio inestimável está geralmente abrigado em edifícios quase sempre especialmente planejados para acondicioná-lo: os museus ou centros de cultura. Poderiam estas instituições (edificações e seus acervos) revelar algo sobre a sociedade que os construiu?  Qual a história e a sua importância delas e o que esse acervo de arquitetura, obras de arte, artefatos e documentos têm a nos dizer? Quais as relações que eles estabelecem com a população já à partir dos seus partidos arquitetônicos? Que histórias estão contidas ali? E por que é importante nos apropriarmos e defendermos esses patrimônios? Será que nossos acervos, isto é, as obras dos artistas presentes nessas coleções, fazem justiça à diversidade da composição racial e de gênero da população brasileira? Onde estão e como são apresentadas as representações dxs negrxs, indígenas e mulheres?

Não recomendado para menores de 16 anos

Grátis

Faça aqui o seu Check-in