Roda de conversa na Biblioteca Walter Wey: Os museus e seus acervos são como Griôs

Roda de Conversa com o Professor Claudinei Roberto. Os museus e seus acervos são como Griôs* em torno dos quais nos reunimos para absorver e construir conhecimentos á partir das histórias que as obram que eles abrigam narram, ou também á partir das histórias que paradoxalmente são reveladas pelas ausências de certas obras. Vale a pena lembrar o historiador francês Jacques Le Goff para quem a história devia ser escrita através de documentos e da ausência deles, pois, segundo ele, devemos inventariar os “arquivos do silêncio” surgidos através da falta de documentos. Um grande acervo deveria depor sobre a diversidade e a dinâmica da sociedade que o abriga, sobre uma memória coletiva. A memória preservada nos museus é ela também, um território de disputas sociais e não por acaso artistas afro brasileiros como Sidney Amaral, Rosana Paulino e Jayme Laureano tem nela, memória, um tema caro aos seus trabalhos. O encontro que propomos deve discorrer sobre isso: construção/invenção das histórias, das memórias e das afro-brasilidades á partir do acervo da Pina.

Sobre o professor:

Claudinei Roberto da Silva nasceu em 1963 em São Paulo onde trabalha e reside. Curador independente, artista plástico, professor. Graduado em Educação Artística pelo Departamento de Arte da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo. Bolsista CNPq com a pesquisa “Desenho, fundador de linguagens” orientado pelo professor doutor Jorge Aristides Carvajal – USP. Bolsista do Programa “International Visitor Leadership Program” do Departamento de Estado do Governo dos Estados Unidos. Foi Coordenador do Núcleo de Educação do Museu Afro Brasil São Paulo. Sub-Coodenador e coordenador interino dos Núcleos de Educação do Museu da Imagem e do Som de São Paulo, do Paço das Artes de São Paulo. Coordenador Artístico Pedagógico do projeto multinacional “A Journey trough African diáspora” do American Aliance of Museuns em parceria com o Museu Afro Brasil e Prince George African American Museum. Realizou diversas curadorias entre elas a mostra “O Banzo, o Amor e a Cozinha lá de Casa” realizada no Museu Afro Brasil. 1º prêmio Funarte para artistas e curadores negros – Museu Afro Brasil – São Paulo

Entrada gratuita. Inscrição pelo site

Site: http://pinacoteca.org.br/

Faça aqui o seu Check-in