USP – Diversidade e Saúde da População Negra

19/11 – das 9h às 17h – Rua Maria Antônia, 258 – Higienópolis, São Paulo – SP

Aferição da pressão arterial (teste da pressão alta), dosagem da glicemia (teste do diabetes), oficina de biossegurança e covid-19, educação em saúde e entrega de material educativo

 

V Prêmio ÀSÉ – ISESE (A Força da Nossa Ancestralidade)

20/11 – 18h30 1º Expo da Consciência Negra “Combate a Intolerância Religiosa”, Pavilhão Exposição do Anhembi Av. Olavo Fontoura, 1451 – Portão 1 – Santana, São Paulo. Transmissão ao vivo para o Continente Africano através da ZooMe TV.

 

Centro de Pesquisa e Formação – SESC

9/11 – 16h Palestra “(Re)Existência do povo negro: Quando o canto é cura”, com Fabiana Cozza e mediação de Maíra da Rosa. YouTube CPF SESC

SESC 24 de Maio

Terça a domingo, até 12 de dezembro de 2021 Ocupação Olhares Inspirados: Raquel Trindade, Rainha Kambinda A mostra se estabelece em torno da influência social e cultural de Raquel Trindade (1936-2018), a partir de sua trajetória de vida e obra, os quais são tomados como elementos disparadores para novas criações artísticas. Agendamento para visita presencial e gratuita pelo app Credencial Sesc SP ou no site.

SESC Araraquara

Terça a domingo, até 12 de dezembro de 2021 – Marcelo D’Salete – A História Negra em Quadrinhos, a obra de Marcelo D´Salete, quadrinista, ilustrador e professor, que com suas publicações como a HQ Cumbe (2014) e Angola Janga (2017), aborda a história de resistência à escravidão no Brasil pela ótica dos povos negros. Agendamento para visita presencial e gratuita pelo app Credencial Sesc SP ou no site.

SESC Bom Retiro

19 e 20/1119h Show Thaíde, com participação de MC Sophia, Dexter e dos músicos KadeshXPsico e Cabeça SNJ. Presencial.

SESC Campo Limpo

10/11 a 1/12 – 19h Oficina online “Vivências e processos em teatro negro” Ao longo de quatro encontros, o Coletivo Oju Oju convida à criação de cenas curtas, desenvolvimento de projetos engavetados e outros escritos para o palco.

20/11 – 16h – Bate-papo “Encruzilhadas – A cultura e Resistência dos Terreiros”. YouTube SESC Campo Limpo

20/11 – 18h – Aula aberta com sacerdote David Dias – “Identidade, Memória e Ancestralidade nos terreiros de Umbanda”. YouTube SESC Campo Limpo.

SESC Guarulhos

18/11 a 9/12 – 19h30 – Curso online “A Razão no Som: tensões raciais e o branqueamento auditivo no Brasil”. Mais informações

19, 20 e 21/11 – Show Luciana Mello – 35 anos de carreira. Presencial.

SESC Itaquera

20/11 – 16h Espetáculo “Batakerê em Cânticos que encantam” O projeto é uma proposta de três encontros com muita musica, voz, percussão, dança, brincadeiras que desaguará em uma grande festa. Ação híbrida (presencial e online).

SESC Osasco

9/11 – 20h – Bate-papo ao vivo “Novas escrivaturas: a produção literária preta contemporânea” – Facebook e YouTube do SESC Osasco

11/11 – 20h – Bate-papo ao vivo “Famílias Pretas Existem” – Facebook e YouTube do SESC Osasco

13/11 – 17h – Apresentação em vídeo “Andarilho Cha e os Arquitetos Sonoros” – YouTube do SESC Osasco

16/11 – 20h – Bate papo ao vivo “Isso não é pra você!” – Facebook e YouTube do SESC Osasco

18/11 – 20h Bate-papo ao vivo “Cores Negras: grafitti e negritude nos muros da cidade”– Facebook e YouTube do SESC Osasco

19/11 – 18h Apresentação em vídeo “Sukata Antropofágica” – YouTube do SESC Osasco

20/11 – 20h Espetáculo em vídeo “Yebo” – YouTube do SESC Osasco

2 e 9/12 – 19h Oficina Online “Dança Afro”, inscrições www.inscricoes.sescsp.org.br

SESC Pinheiros

11/11 a 2/12 – 19h – Curso online “Pensando o pensar: entre algumas Áfricas e alguns Brasis”, com Tiganá Santana. Mais informações

20 e 21/11 – Prot(Agô)Nistas – O movimento negro no picadeiro. São mais de duas dezenas de artistas em cena, revezando-se em números de humor, dança, música, acrobacias e malabarismos. Presencial.

SESC Pompeia

11/11 – 20h – Palestra “Intelectualidade Afrodiáspórica: Lélia Gonzalez”. Convidada: Flávia Rios, socióloga, professora da UFF, pesquisadora do Afro/Cebrap. Pelo YouTube do SESC Pompeia.

19, 20 e 21/11 – Espetáculo de dança “Imalè Imé Iyagba”, com Adnã Ionara. Presencial.

SESC Ribeirão Preto

20/11 – 10h – Intervenção Campanha Transmidiática “Do 13 a 20: (Re) existência do povo negro”. Uma campanha para explicar poeticamente a existência da data de 20 de Novembro – Dia da Consciência Negra. Texto e narração – Roberta Estrela D’Alva.  YouTube do SESC Ribeirão Preto.

SESC Santana

20/11 – 19h – Show com Maurício Tizumba. Apresentação em forma de videoconcerto gravado, disponibilizado nos canais do Sesc Santana no YouTube, Facebook e Instagram.

20/11 – 21h – Espetáculo “Makhala”, com Rubens Oliveira. Presencial.

SESC Santo Amaro

20/11 – Espetáculo “Linha Vermelha”, com Cia Dual. Presencial.

SESC São Carlos

15/11 – 19h – Bate-papo “O legado transgeracional do Samba Lenço”. Reconhecido como patrimônio imaterial do Estado de São Paulo, o Samba Lenço ou Samba de Bumbo é uma manifestação cultural afro-brasileira que se desenvolve nas zonas rurais paulistas. O grupo Samba Lenço de Mauá dispõe de todo o acervo de seus ancestrais, composto por memórias e saberes compartilhados e vivenciados pelas novas gerações por meio da prática e da preservação dessa tradição. Ação Online.

SESC Sorocaba

17/11 – 20h Bate-papo “Enegrecendo – O papel das pessoas brancas na luta antirracista”. YouTube do SESC Sorocaba

Terça a domingo, até 30/01/2022 – Frestas – Trienal de Artes – “O rio é uma serpente”, curadoria de Beatriz Lemos, Diane Lima e Thiago de Paula Souza, assistência de curadoria de Camila Fontenele e coordenação educativa de Renata Sampaio. Agendamento para visita presencial e gratuita no site ou pelo app Credencial Sesc SP.

 

UNICAMP Afro 2021 – Atualidade da Reverência à História

09/11 – 15h – Sarau de Abertura Unicamp Afro 2021, com participação de Ana Clara Ferraz, artista do corpo, pesquisadora, professora de canto e produtora, Carlos Kiss, bailarino, coreógrafo e pedagogo e Victor Lima, artista teatral, estudante de Artes Cênicas, com introdução e boas vindas a Unicamp Afro 2021 com a Profa. Dra. Luciana Gonzaga de Oliveira e mediação
da Profa. Dra. Gina Monge Aguilar. A transmissão ocorre pelo canal do YouTube da DeDH.

10/11 – 15h – Abertura oficial no Auditório Raízes (DeDH) e transmitida pelo canal da TV Unicamp no YouTube. Presença dos Reitores da UNICAMP, Prof. Dr. Antônio José Meirelles e da Universidade Zumbi dos Palmares, Prof. Dr. José Vicente, Dr. Ademir  José da Silva, representante da OAB Campinas, Profa. Dra. Luciana Gonzaga de Oliveira, presidente da CADER, o Prof. Dr. Fernando Coelho, Pró-Reitor de Extensão da Unicamp e membros do Grupo de Trabalho que neste semestre se dedicou a repensar as ações da Comissão de Averiguação da Unicamp (CAVU).

12/11 – 19h – Lançamento do I Arquivo Brasileiro de Hip Hop ligado ao Projeto AEL-IFCH/UNICAMP. O acervo tem como um de seus curadores o Prof. Aldair Rodrigues. O lançamento conta com a presença do historiador e doador do Acervo, King Nino Brown e a Rapper Sharylaine. A transmissão ocorre nos canais do IFCH/UNICAMP no YouTube, Facebook e Twitter.

17/11 – 10h às 17h – Fórum Campinas de Afroempreendedorismo, organizado pelo Prof. Dr. Odair Marques do Núcleo de Informática Aplicada à Educação (NIED/UNICAMP) e pela Coordenadoria Setorial de Promoção da Igualdade Racial (CEPIR) da Prefeitura Municipal de Campinas.

18/11 – 15h – 20 anos da Conferência de Durban, na África do Sul, apresentação histórica da professora Edna Roland, relatora da conferência. Com os debatedores Cleusa Silva, militante negra histórica, liderança em Campinas, e Cláudio Nascimento Silva, filósofo e ativista do Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT/Aliança Nacional LGBTI+. Apresentação de Silvia Maria Santiago e mediação de Aparecida do Carmo Miranda Campos, a Thida. O evento será transmitido pelo canal da TV UNICAMP no YouTube.

23/11 – 17h – A história de luta pela igualdade e cidadania de Luiz Gama. Exposição da historiadora Profa. Dra. Ligia Ferreira, da UNIFESP, pesquisadora da obra de Gama e que foi professora da UNICAMP entre 1983-1985. Apresentação da Profa. Dra. Silvia Maria Santiago (DeDH) e mediação do Dr. Ademir José da Silva, representante da OAB-Campinas. O
evento virtual será transmitido pelo canal do YouTube da DeDH.

24/11 – 16h – “O papel da branquitude na luta antirracista”, debate que abordará como uma sociedade de privilégios pode ser
inclusiva e superar a exclusão de séculos. Apresentação e mediação do Prof. Dr. Mario de Medeiros, e Profa. Dra. Ângela Soligo, Profa. Dra. Verônica Fabrini e Prof. Dr. Wagner Romão como debatedores. Transmissão pelo canal do YouTube da DeDH.

29/11 – 15h – Debate sobre a obra “Racismo Estrutural: Uma Perspectiva Histórico Crítica”, com Prof. Dr. Dennis de Oliveira da Universidade Estadual de São Paulo. Mediação da Profa. Dra. Luciana Gonzaga de Oliveira e Profa. Dra. Josianne Francia Cerasoli. O livro está disponível para download gratuito no site da FES Brasil. A atividade será transmitida pelo canal da TV UNICAMP no YouTube.

30/11 – 15h – Cine debate sobre os curtas-metragens “APROVA”, de Natasha Rodrigues, e “USP 7%”, que suscitam o debate sobre as cotas étnico-raciais, mediado pelo Prof. Dr. Noel Santos Carvalho e participação da aluna da pós graduação do Instituto de Artes (IA), Natasha Rodrigues, e do Prof. Dr. Flávio Thales Francisco da Universidade Federal do ABC. A transmissão ocorre pelo canal do YouTube da DeDH.

30/11 – 17h – Encerramento da UNICAMP Afro com a participação artístico cultural do Grupo Batuque de Umbigada Guaiá de Capivari resgatando a ancestralidade africana, tambores e o papel da juventude batuqueira na renovação dos ciclos e reverenciando a cultura das comunidades tradicionais em um evento semipresencial no Teatro de Arena na UNICAMP.

 

Memorial da América Latina – Fórum SP Afro Brasil 2021

13/11 – das 7h30 às 20h – Memorial da América Latina – Auditório Simón Bolívar, Av. Mário de Andrade, 664 – Barra Funda, São Paulo – SP. Inscrições aqui. Todos deverão fazer o uso de máscara facial durante o evento, conforme Decreto Estadual 64.959. No ato do credenciamento, será obrigatório apresentar o comprovante da vacinação contra Covid-19.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA
7h30 às 9h30 – 
Recepção e credenciamento (Foyer – Auditório Simón Bolívar)
8h às 9h45 – Café da manhã com apresentação artística do Berço do Samba de São Mateus | Orquestra do Chorinho (Foyer)
9h45 às 10h – Cortejo Odara – Levando o pessoal do Foyer ao Auditório
10h às 10h10 – Abertura Cultural. Mestre de Cerimônia: Adriana Lessa / Púlpito: Solange Ferreira, Companhia Tribo – Espetáculo Exaltando as Conquistas (Auditório)
10h10 às 10h13 – Intervenção artística Grazzi Brasil (canções, poemas afirmativos – momento de reflexão)
10h15 às 10h30 – Falas: Jorge Damião (Presidente da Fundação Memorial da América Latina) | Aline Torres (Secretária Municipal de Cultura) | Antonio Carlos (Coordenação de Políticas para a População Negra e Indígena do Estado de São Paulo) | Gil Marcos (Conselho Estadual de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra de São Paulo) | Ivan Lima (Centro de Equidade Racial)
10h30 às 10h33 – Intervenção artística Grazzi Brasil (canções, poemas afirmativos – momento de reflexão)
10h40 às 10h55 – Alexandre Ifatolá | Desfile de Moda e Beleza Afro | Instituto Akhanda | Intervenção Cultural Afrobrasileira | Grazzi Brasil | Apresentação Rackin Balé Ayo
11h às 11h30 – Falas: Célia Leão (Projeto de Inclusão Antirrascista) | Diogo Telles (Processo de Titulação de Comunidades Quilombolas) | Fernando José da Costa (Fundo Estadual de Combate ao Racismo) | Deputada Leci Brandão (Pacto de Promoção da Equidade Racial) | Célia Parnes, Jorge Damião (Cultura Afro-brasileira) | Sérgio Sá Leitão (Secretário Estadual de Cultura e Economia Criativa) | PRÊMIO SP AFRO BRASIL 2021 | Bolsa do Povo Empreendedor | Patrícia Ellen (Secretária Estadual do Desenvolvimento Econômico) | Marco Vinholi (Secretário Estadual de Desenvolvimento Regional) | LANÇAMENTO CASA SP AFRO BRASIL
11h35 às 12h – Balé Ayo | Alessandra Laurindo (Coordenação Municipal de Políticas Étnico Raciais de Araraquara | Diná Elizabeth dos Santos (Conselho Municipal de Santos) | Reitor José Vicente (Faculdade Zumbi dos Palmares)
12h às 12h30 – Intervenção artística Grazzi Brasil (canções, poemas afirmativos – momento de reflexão) | Cortejo Odara – Levando o pessoal do Auditório ao Foyer
12h30 às 14h – Almoço (feijoada)
14h às 15h – Apresentação artística da cantora Ellen Oléria (Palco do Auditório)
15h15 às 16h – Encontro Estadual de Cultura | Samba | Capoeira | Jongo | Hip Hop | Funk | Espetáculo SP Afro Brasil | Sampa Samba Rock | Patrimônio Preto  Grupos de Maculelê, Capoeira, Jongo e Maracatu
16h15 às 17h – Palestra Dr. Hédio Silva Júnior sobre religiões de matrizes africanas
17h15 às 18h15 – Painel Empreendedorismo Afro. Palestrantes: Adriana Barbosa, Feira Preta & Geraldo Rufino, JR Diesel. Mediadora: Alessandra Laurindo
18h15 às 18h40 – Café da tarde
18h15 às 18h40 – Roda de samba Comunidade do Samba do Livro, Juninho Barros, Capoeira CDO, Maculelê, Samba Batuque de Umbigada
18h40 às 19h – Show musical da Embaixada do Samba Matriz do Samba
19h15 às 20h – Apresentação do Grêmio Recreativo Cultural e Social Escola de Samba Mocidade Camisa Verde e Branco

 

ZAYI Festival Afro-Brasileiro

20/11 – das 9h às 12h – Protagonismo feminino na luta contra o racismo. Evento virtual, inscrições aqui. Confira a programação completa:

9h às 10h30 – Cerimônia de Abertura
10h30 às 12h – A potência da escrita: Carolina de Jesus e a literatura como denúncia e emancipação
10h30 às 12h – Eu e o Espelho: oficina de turbante e conversa sobre a estética negra
10h30 às 12h – MusicAfroteca: discutindo a relação entre algumas canções norte-americanas e a luta pelo Direitos Civis.
10h30 às 12h – Por uma educação sem racismo: o protagonismo negro na literatura
10h30 às 12h – SobreVivência Negra: debate sobre as diversas formas de violência causadas pelo racismo

Pesquisa Perfil Racial da Imprensa Brasileira

Lançada no dia 17 de novembro, a pesquisa Perfil Racial da Imprensa Brasileira aponta que negros são 20,10%
dos jornalistas brasileiros e mulheres, 36,60%. Veja todos os resultados aqui. A pesquisa teve apoio de ABI, Abracom, Ajor, Aner, ANJ, APJor, Bori Agência, Conajira/Fenaj, Ecos do Meio, Jeduca, Projor, Rede JP – Jornalistas Pretos, Universidade Metodista e Universidade Zumbi dos Palmares.